Quando o iluminador Alisson Fonseca finalizou seu último dia de trabalho no Teatro Lauro Monte Filho, em Mossoró, ele não imaginou que o veria fechado pelos próximos oito anos. Funcionário da casa desde muito jovem, o choro é inevitável quando fala sobre o fechamento do espaço. “Isso aqui foi minha vida todinha. Não consigo nem falar quando penso nesses oito anos de luzes apagadas”, registra emocionado. Mas ao se deparar com as obras de reforma do teatro 70% concluídas, Alisson recobrou o ânimo.
“Meu sonho é ver isso aqui aberto e cheio de gente de novo”, diz. Nos próximos meses a cultura mossoroense ganhará novo fôlego com a reabertura do Teatro, prevista para acontecer em outubro após as obras de reestruturação financiadas pelo Estado com recursos do acordo de empréstimo com o Banco Mundial. Estão sendo investidos R$ 5 milhões em uma completa reestruturação que inclui obras de acessibilidade, climatização, pintura, instalação elétrica e hidráulica, além da instalação de equipamentos cenotécnicos como poltronas, iluminação e cortinas e combate a incêndio.
Tombado como patrimônio cultural do Rio Grande do Norte e mantido pela Fundação José Augusto, o Teatro Lauro Monte é peça importante na cena cultural de Mossoró. Tem capacidade para receber 473 pessoas e, após a reforma, poderá funcionar também como cineteatro, já que receberá telão e equipamentos de som equivalentes aos das salas de cinema.
Com informações da Assessoria de Imprensa