Coluna Brazilicana com Naiara Cooney




Economia brasileira cresce 0,2% no segundo trimestre de 2018, diz IBGE

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro cresceu 0,2% no segundo trimestre de 2018, na comparação com os três primeiros meses do ano. O índice foi divulgado nesta sexta-feira, 31, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Foi o sexto resultado positivo após oito variações negativas consecutivas nessa comparação. Serviços tiveram desempenho positivo de 0,3%, enquanto houve estabilidade na Agropecuária (0,0%) e queda de 0,6% na Indústria.
De acordo com o órgão, em valores correntes, o PIB totalizou R$ 1,693 trilhão. O resultado foi sustentado pelo setor de serviços e pressionado por forte queda nos investimentos, reforçando a leitura de recuperação lenta da economia brasileira.
Na Indústria, as atividades de Eletricidade e Gás, Água, Esgoto, Atividades de Gestão de Resíduos e Indústrias Extrativas cresceram, respectivamente, 0,7% e 0,4%. Já as Indústrias de Transformação e Construção recuaram, ambas, 0,8%.
Nos Serviços, houve crescimento nas atividades de Informação e Comunicação (1,2%), Atividades Imobiliárias (1,2%), Atividades Financeiras, de Seguros e Serviços Relacionados (0,7%) e Outras Atividades de Serviços (0,7%). As principais quedas foram em Transporte, Armazenagem e Correio (-1,4%), Comércio (-0,3%) e Administração, Defesa, Saúde e Educação Públicas e Seguridade Social (-0,2%).
A Despesa de Consumo das Famílias e a Despesa de Consumo do Governo tiveram variações positivas de, respectivamente, 0,1% e 0,5%. Já a Formação Bruta de Capital Fixo recuou 1,8% em relação ao trimestre imediatamente anterior.
No setor externo, as Exportações de Bens e Serviços reduziram 5,5%, enquanto as Importações de Bens e Serviços recuaram 2,1% em relação ao primeiro trimestre de 2018.