A brasileira Marta era a única representante do País na festa do The Best, que premiou os melhores do mundo do futebol nesta segunda-feira (24), em solenidade de gala promovida pela Fifa em Londres, na Inglaterra. E fez história.
A camisa 10 da seleção brasileira, atualmente defendendo as cores do Orlando Pride, dos Estados Unidos, entrou para a História ao ser eleita melhor jogadora do mundo pela 6ª vez na carreira, fato inédito até hoje no mundo do futebol.
Marta superou não apenas as concorrentes ao Prêmio The Best em 2018 – a norueguesa Ada Hegerberg e a alemã Dzsenifer Maroszan -, mas também os principais nomes do esporte na categoria masculina: Lionel Messi e Cristiano Ronaldo.
O argentino, dono de 5 troféus, não ficou sequer no top 3 em 2018, enquanto Cristiano Ronaldo, que também levou o prêmio em 5 oportunidades, desta vez foi superado pelo croata Luka Modric, seu ex-parceiro de Real Madrid-ESP.
A alagoana foi indicada à premiação em 14 oportunidades e venceu a eleição para melhor do mundo nas seguintes temporadas: 2018, 2010, 2009, 2008, 2007 e 2006.